terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Germen de trigo na salada




Esta vida moderna que temos, falta tempo não é mesmo? Parece que 24 horas são poucas para fazermos tudo o que desejamos: trabalhar, estudar, cuidar da gente, da casa, dar atenção ao maridão/ namorado, encontrar amigos, perder tempo no trânsito, ir ao mercado, aff... Cansei só de falar!

Quando chego em casa no fim de um desses dias super atribulados, sempre procuro uma coisinha bem leve para comer, pois eu fico muito agitada e comer alguma coisa pesada não me faz bem. Então opto por uma salada com um suco e no fim da noite tomo um chazinho com torradas...

Essa salada eu fiz com o que eu tinha na geladeira e na minha hortinha. Já falei que eu tenho uma horta na varanda do meu apartamento? Vou postar a foto das minhas princesas aqui, para vocês apreciarem comigo a sua beleza.

Essa salada eu fiz em 5 minutos! Estava cheia de fome. Acredito que se colocá-la no pão com alguns frios como peito de peru também ficará muito gostoso!!

Salada com germen de trigo (2 pessoas)
Ingredientes:
- 1 pepino grande;
- 2 tomates;
- 2 colheres sopa de germen de trigo;
- 2 colheres de chá de molho pronto;
- azeite, vinagre e sal a gosto;
- 3 folhas de alface;
- folhas de hortelã.

Modo de preparo:
Tire a casca do pepino e corte-o em cubos, assim como o tomate. Rasgue as folhas de alface e a hortelã em pequenos pedaços. Adicione o germen de trigo, o molho, vinagre e  azeite. Misture tudo muito bem e adicione o sal por último.

Caso não goste de algum item, como por exemplo o pepino, troque por outro legume, fruta ou verdura. Cenoura picadinha, milho cozido, agrião!!! Vá adicionando e misturando, sem medo! Dê um toque especial colocando uma pitada de amêndoas torradas ou mesmo castanha de caju ou do pará. É muito bom brincar com a salada.



E vocês, o que fazem para relaxar depois de um dia super atribulado?

Se tiverem outras dicas de receitas, me passem, ok?

Brisa.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Manjar de tapioca

O que te remete quando lê a palavra manjar? Um doce, um desejo, um lugar... eu lembro da infância. Minha vó falava que manjar era o doce preferido dos deuses, de tão bom que é. Então, a cada colherada que eu dava no seu doce eu ficava imaginando como os deuses comiam esse doce de coco e leite: imagine Zeus, Atenas, Netuno tendo em uma mão as armas e na outra o manjar igual ao que a minha vó fazia!? Nada como os pensamentos infantis, tão doces e simples! Coisa de criança mesmo!

Minha mãe, adaptou esta receita e juntou tapioca. Na verdade, ela estava tentando fazer um pudim de tapioca e errou o ponto, então surgiu o manjar de tapioca. Na culinária acontece a mesma coisa que na vida da gente: seguimos uma receita, temos um plano todo traçado e um erro muda tudo. Completamente! E o mais incrível, o que você acha que ia dar errado vira uma coisa muito melhor do que inicialmente estava planejado. É uma loucura, né?

Manjar de tapioca (de 6 a 7 porções)

Ingredientes
- 1/2 xícara de tapioca;
- 1 xícara de açúcar;
- 3 xícaras de leite;
- 1 vidro de leite de coco;
- pacote pequeno de coco ralado;

Modo de preparo
Coloque em uma panela a tapioca, duas xícaras de leite e o açúcar. A quantidade da tapioca, parece pouca, mas rende muito!Coloque-a em fogo baixo, para a tapioca ir hidratando conforme o leite esquenta. Antes do leite ferver, você verá que a mistura está mais encorpada. Vá mexendo até você ver que a tapioca está macia e transparente. Junte o leite de coco. A outra xícara de leite você vai adicionar se necessário. Essa parte vai depender do gosto de cada um, se você gosta de um creme molinho ou mais consistente. Eu recomendo colocar todas as três xícaras de leite, mas fica a critério seu, ok?

Prove o açúcar, se necessário adicione mais. Continue mexendo por mais uns 10 minutos para que a tapioca cozinhe. Acrescente o coco e apague o fogo. Distribua em tacinhas.


Eu fiz uma calda com ameixa. Facinha: coloquei trê colheres de açúcar em uma panela e coloquei no fogo. Quando o açúcar começar a derreter, jogue 1/2 xícara de água. Na hora vai espirrar, fazer um barulhão e parecer que deu errado. Mas continue misturando com uma colher, até todo o açúcar desmanchar. Coloque umas ameixas e deixe fever em fogo médio por uns 5 minutos. Cubra o manjar com esta calda.



Agora eu sei porque os deuses gostavam tanto do doce da minha avó.

Brisa.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Lentilha com arroz

Minha família come lentilha o ano, menos no reveillon! Esta receita está na família do meu pai a algumas gerações. Minhas tias, meus primos, meus pais, todos nós adoramos lentilha com arroz.

Não estou falando aqui de arroz com lentilha, que é uma outra delícia, mas sim de lentilha com arroz.

Em alguns lugares, este prato é chamado de guisado. E conforme gosto do cozinheiro, pode-se adicionar alguns outros itens como tomate, pimentão, salsa e carnes. Desta forma, eu farei outro dia. Vou lhes mostrar como eu fiz esta lentilha. Utilizei apenas lentilha, arroz e alho.

Lentilha com arroz (2 pessoas)
Ingredientes:
- 1/2 xícara por pessoa de lentilha crua lavada;
- 1/2 xícara de arroz cru lavado;
- 2 dentes de alho amassados;
- Azeite e
- Sal a gosto

Modo de preparo:
Eu lavo a lentilha e o arroz, e coloco-os na panela de pressão. Desta vez eu tinha arroz cozido, então eu só coloquei para cozinhar a lentilha.



Coloque água o suficiente para encobri-la em 3 dedos. Feche bem a panela e coloque-a no fogo médio. Após a panela pegar pressão, conte 10 minutos.

Após este tempo, tire a panela do fogo e espere toda a pressão sair para abri-la! Cuidado! Com a panela já aberta, adicione o arroz cozindo (que foi o meu caso), o alho amassado e o sal a gosto. Eu gosto de incrementar com alguns temperos. Desta vez eu coloquei um colher de chá de canela e ficou delicioso. Veja se ainda tem água na panela, se a água secou, coloque mais um pouco. Volte a panela para o fogo e deixe esta mistura ferver. É importante você ficar de olho e mexer com uma colher de pau, para não queimar o fundo. O caldo vai ferver, reduzir e vai virar um creme incrivelmente delicioso. Quando tudo estiver bem misturado, cremoso e temperado é hora de você servir. Esta segunda etapa não demora mais que 10 minutos!


Sirva em pratos individuais e por cima jogue azeite. É simplesmente delicioso. Normalmente eu uso o pão para limpar o prato...!!!

Bom apetite.

Brisa.

Happy hour

O verão finalmente chegou ao Rio de Janeiro. Muito sol, calor, suor e sede.


Lá em casa, sempre deixo uma bebida na geladeira. A gente sai e não sabe como vai voltar... se vai pintar um amigo ou mesmo se vai bater aquela sede louca, que só vai ser resolvida pela mardita da cerveja.

Gente, eu adoro cerveja! Não gosto de me embebedar... mas adoro saborear uma cerveja bem gelada. Meu maridão conhecendo a prata da casa, sempre compra marcas novas para eu provar. Agora nos shoppings do Rio, é possível achar um quiosque da loja Mr. Beer que vende cervejas de algumas partes do mundo.

Tem cerveja de malte, de trigo, pilsen. Vários tipos.

Eu já provei algumas belgas, que são uma delícia! Tem uma de cereja que é supreendente: Boon Kriek.  À primeira vista, achei que tivesse um sabor adocicado, fosse bem leve... quase um licor. Que nada! Tem um sabor marcante com uma espuma bem cremosa e duradora. O seu perfume é ótimo, e o sabor da cereja? Bem, o paladar é acentuado pelo leve azedinho, cítrico. Mas não achei o sabor adocicado, mas é questão de paladar. Você pode ver mais críticas dela aqui.



E vocês perceberam que ela é rolhada? Ainda dá para fazer uma graça com os convidados...


Para quem gosta de cereja eu recomendo. Bebam bem gelada, mas sem congelar.

Bom verão!

Brisa.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Almoço de verão

Verão no Rio de Janeiro pede comidas leves, sem tantos molhos, cremes e queijos. Normalmente as pessoas estão bem preocupadas com o corpo e com peso e demandam mais saladas, legumes e sucos para conseguir entrar em forma e apresentar o maior corpão nesta estação que é pura sensação!
Nas revistas não faltam fórmulas mágicas para emagrecimento, perda de peso, dietas milagrosas. Cuidado! O melhor para perder peso é balancear suas refeições e adicionar a sua rotina, os exercícios físicos. Nada de ficar sem comer! Os alimentos são o combustível do corpo. Então nada melhor que uma boa refeição combinando legumes, cereais e carne para dar a energia necessária para conseguir chegar ao peso ideal!

Vamos lá?

Almoço de verão (2 pessoas)
Ingredientes:

Salada de cenoura:
- 3 cenouras grandes,
- 2 ovos;
- 1 colher de sopa de maioneses light (opcional);
 
 
Vagem salteada no alho:
- 200g de vagem cortada em pedaços médios;
- 4 dentes de alho amassados;
- azeite;
 
 
Filé mignon magro:
- 2 a 3 bifes de file mignon;
- 3 colheres de sopa de molho inglês;
- 1 colher de sopa de shoyo;
- Sal a gosto;

Modo de preparo:
Em uma travessa, deixe marinar os bifes com o molho inglês e o shoyo. Raspe a cenoura para tirar a parte mais grossa da sua casca. Corte-as em dois ou três pedaços e coloque-as para cozinhar junto com os ovos em uma panela com água e sal. Enquanto isso, descasque as vagens, atente para o fiozinho que ela tem ao lado, e corte-as em pedaços grandes. Se você tiver aquela panelinha que cozinha ao vapor, coloque em cima da panela que está cozinhando a cenoura. Não deixe a vagem cozinhar muito, se não ela desmanchará na hora de mistura-la ao alho.

Deixe cozinhar por uns 15 minutos. 
Estando a cenoura e a vagem cozidas, faça assim: para a salada de cenoura - em uma vasilha, corte as cenouras cozidas em rodelas, pique os ovos, e junte a maionese. Misture bem para as gemas do ovo envolver toda a cenoura. Prove o sal e ao final, jogue um pouco de azeite. A maionese tem a finalidade apenas de dar mais sabor, não é essencial.


Para as vagens: em uma panela, coloque um fio de azeite e os alhos amassados. Quando o alho começar a dourar, jogue as vagens cozidas e misture. Esse processo é bem rápido, e é importante que o alho esteja amassado para que ele consiga passar o seu sabor para a vagem.


E finalmente a carne. Coloque uma chapa antiaderente em fogo médio e quando ela estiver bem quente, coloque os bifes. Vire a medida que eles ficarem dourados. Ao final, regue com o molho que eles estavam marinando. Desligue o fogo, após o molho levantar fervura.

Bem, está pronto! Não é fácil? E delicioso. Depois é só montar o prato e se deliciar!
Bom apetite.
Brisa.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Berinjela Soufflé

As berinjelas estavam lindas no mercado e não resisti ao seu brilho e a sua beleza. Como elas estavam tão lindas, pesquisei uma receita bem deliciosa para que elas fizessem parte. Então, eu achei o site o Olivier Anquier. Lá tem receitas divinas, fáceis e com combinações bem inusitadas.

Esta berinjela soufflé nada mais é do que um levíssimo soufflé de berinjelas servido na sua própria casca. Quando eu li a receita eu sonhei com o sabor, mas nada é comparável a saborear esta delícia. Fora que é super leve!!! Eu servi com arroz frenquinho e branquinho e achei uma combinação deliciosa. A receita vai demandar um pouco de atenção, mas fica a minha dica: cozinhe sempre em fogo baixo e observe!!! Sinta os cheiros e os gostos, se alguma coisa começar a dar errado, com o fogo baixo dá tempo de reverter a situação.

Berinjela soufflé (2 pessoas)
levemente adaptado daqui:

Ingredientes:
- 2 berinjelas cortadas no sentido do comprimento;
- 1/2 cebola picada em pequenos cubos;
- 2 ovos (clara e gema separados);
- 1 colher e 1/2 das de sopa de farinha de trigo;
- 1 copo de leite (250 ml);
- 1 colher de manteiga com sal;
- noz moscada, queijo parmesão e sal a gosto.

Modo de preparo:
Comece acendendo o forno e  cortando as berinjelas no sentido do comprimento, colocando-as para cozinhar. Eu utilizei o microondas. Coloquei as metades em um recipiente com tampa e coloquei no forno por 4 minutos. Se ela ainda não estiver com o miolo molinho coloque mais 1 minutos até conseguir que a cerne da berinjela fique em macia. Com uma colher, retire e reserve a carne da berinjela deixando dentro da casca uma camada fininha. Coloque a casca em uma assadeira.

Em uma panela, leve ao fogo médio as cebolas e a manteiga. Quando a cebolar dourar, abaixe o fogo, peneire a farinha de trigo e sem parar de mexer para mistura-la a manteiga e a cebola. Depois de 2 minutos, vá acrescentando o leite e deixe cozinhar por uns 10 minutos. Coloque o sal e a noz moscada. Não pare de mexer.

Assim que o creme estiver homogênio, retire do fogo e acrescente as gemas e a carne da berinjela amassada. Misture muito bem até que vire um creme. Bater as claras em neve bem firmes e misture delicadamente com o conteúdo que está na panela. Recheie com essa mistura as casas reservadas na assadeira, salpique queijo parmesão ralado e um pouco de azeite, para que as cascas não grudem no fundo.  Gratine por 20 minutos em forno a 180º e bom apetite!

Saindo do forno



Fica delicioso. Depois vocês me contam.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Decoração de pratos

Todos nós conhecemos a relação entre a beleza do prato servido e a fome que sentimos antes e depois de vê-lo. Há pratos que são muito perfumados, que abrem o nosso apetite, mas a beleza é fundamental!

Eu estava navegando pela net e vi essas belas fotos. Onde eu concluí que beleza é sim, fundamental.

Panda Cheesecake
Apple cupcake

Chick bread

Cute pig bread

Santa hat brownies
Hello Kitty breakfast

Se puderem, dá uma olhada no site, é lindo: http://cutestfood.com/ 

Brisa.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Cappelletti ao molho de tomates e manjericão

Normalmente nas compras que faço, há espaço reservado para as massas. Secas ou frescas, recheadas ou não. Acho o macarrão um prato fácil e muito versátil. Combina com carnes, ervas e legumes. Fica ótimo no forno ou mesmo quando misturamos um molho e servimos.

Hoje em dia há várias formas de cozinha-lo: a tradicional, na panela de pressão e no próprio molho no forno. Todas as versões ficam deliciosas... o que faz o macarrão, na minha opinião, é o molho.

Hoje vou mostrar um cappelletti que fiz ao molho de tomate e manjericão. Lá em casa eu fiz uma hortinha e tenho manjericão, hortelã, alecrim e pimenta. Então, eu sempre uso as ervas fresquinhas... Qualquer dia desses eu posto as fotos das plantinhas e conto como tudo começou. Pois tudo tem um começo, até a nossa vontade de cultivar plantas.

Vamos botar a mão na massa, literalmente?


Cappelletti ao molho de tomates e manjericão (2 pessoas)
Ingredientes:
- 1 embalagem de cappelletti seco (eu usei da marca Renata e vem aproximadamente 250g);
- 1/2 pacote de molho de tomate (uso o Pomarola);
- 1/2 copo de água;
- 1/2 cebola;
- Folhas de manjericão;
- Sal a gosto

Modo de preparo
Como é um prato super fácil e rápido, eu fiz o macarrão e o molho ao mesmo tempo. Para o macarrão, não há segredos: coloque para ferver a água com sal, quando levantar fervura, coloque o macarrão e siga o tempo previsto na embalagem. Há um tempinho que eu não uso óleo na hora do cozimento da massa, acho que a gordura gruda no macarrão e altera o seu sabor. Pode ficar tranquilo que a massa não irá ficar ttooodddaaa grudada, o truque é mexe-la durante o cozimento com um garfo ou outro utensílio. Dá certo, pode confiar, mas tem que mexer!

Olha que beleza de massa: Cappelletti de carne
Para o molho: em uma panela coloque a cebola cortada em pequenos pedaços com 1 colher de sopa de azeite. Quando a cebola começar a ficar transparente e subir aquele cheiro gostoso, jogue o molho de tomate, a água e o manjericão. Deixe ferver até o macarrão ficar pronto (uns 8 minutos em fogo médio) e só no final, acerte o sal. É opcional: no dia eu tinha 1/2 caixa de creme de leite, e ao final da fervura do molho, eu joguei o creme de leite, incorporei no molho e logo depois o macarrão já cozido.

Deixe o molho no fogo para ele apurar o sabor. Olha como ele reduziu!

Não disse que é fácil? Bom apetite!


Brisa.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Galeto amigo, ou o que restou dele!

Sabe aquele dia de preguiça em que a gente acorda tarde, vê TV toda a manhã e só pensa em fazer alguma coisa para comer quando dá fome? Ou o oposto: aquele dia em que acordamos cedinho, vamos a praia e quando voltamos não tem nada pronto para comer... o que vocês fazem? Bem, normalmente eu recorro ao galeto da padaria. Deliciosamente temperado e dourado e com aquele cheiro “arrasa quarteirão”...

Então, vou falar para vocês o que fiz com o que restou do galeto!

Galeto amigo (2 pessoas)
Ingredientes:
- Frango desfiado;- 1 embalagem de milho cozido;
- 1 embalagem de ervilha cozida;
- 1 ovo e ½ embalagem de creme de leite batidos ou
- ½ embalagem de creme branco.

Modo de preparo:
Primeiro, desfiei o frango o máximo que consegui, pois tinha pouca quantidade. Então, em um refratário que vai ao forno, coloquei o milho e a ervilha. Fica lindo, tudo verde e amarelo. Joguei o frango desfiado por cima e cobri com o ovo batido com creme de leite. Eu coloquei uma pitada de sal neste creminho. Salpiquei manjericão, oréganos e um pouquinho de queijo ralado. Deixei no forno por 15 minutos em temperatura média e depois liguei o grill para dourar. Se o seu fogão não tem grill, é só aumentar o forno e deixar por mais uns 5 minutinhos até dourar.
A base verde e amarela: olha que linda!
Com o frango desfiado

Quando saiu do forno


Depois é só se deliciar...

Brisa.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Abobrinha recheada


Sou amante dos vegetais! Comida boa para mim tem que ter legume, verdura e frutas! Na minha opinião, as proteínas (carne, frango, peixe) são acompanhamento e não prato principal! E é só ter um pouco de criatividade que os alimentos se recriam e os seus sabores nos surpreendem.

Quem imagina que abobrinha com tomate daria um prato interessante e saboroso? Pois é, essa é uma receita que eu amo: abobrinha recheada. Tem gente que chama de lasanha... mas convenhamos que para ser lasanha tem que ter massa né? Então vamos lá!


Abobrinha recheada (para 2 pessoas)
Ingredientes:
- 2 abobrinhas fatiadas;
- 200g de queijo minas cortado em cubinhos;
- 2 tomates cortados em cubos;
- 1/2 copo de molho de tomate;
- 1/2 copo de água;
- Sal a gosto
- Hortelã e ervas para temperar.

Modo de preparo
Pode-se cortar a abobrinha em rodelas ou pelo seu comprimento. Eu gosto de passar as fatias na frigideira antiaderente para dar uma selada, assim, na hora do cozimento sai menos água. Enquanto as fatias estão na frigideira, faça o recheio: misture o queijo com os temperos e o tomate. Eu coloquei 2 colheres de shoyo para dar um sabor... Lembrem-se, o tempero segue o seu paladar. Não tenha medo de misturar ervas secas com ervas frescas, fica muito bom!

Arrume as fatias de abobrinha em um refratário que possa ir ao forno. Divida a quantidade em 2 partes. Quando as fatias já estiverem douradas, você já vai arrumando no refratário! Coloque uma camada, o recheio e a outra camada de fatias de abobrinha.

A primeira camada de abobrinhas

 
Recheio: Tomate, queijo e tempero
Quando tudo estiver pronto, jogue o molho de tomate misturado com a água (teste o sal) por cima e se quiser coloque queijo parmesão. Eu não utilizei, pois já tinha queijo no recheio. Coloque no forno pré-aquecido, por 20 minutos. Eu utilizei o forno em uma temperatura média: 200º.


O acompanhamento fica a seu critério: arroz branco, purê de legumes, salada. Ou mesmo um grelhado: carne, frango ou peixe.

Brisa.


quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

The time is now: food revolution!

Há pouco mais de 1 mês eu conheci o TED (http://www.ted.com ) . Vocês já ouviram falar? TED é uma conferência que reúne pessoas ‘normais’ que fazem a diferença na nossa sociedade. São pessoas envolvidas em várias áreas de atuação: tecnologia, entretenimento, humana... São palestras curtas, de mais ou menos 20 minutos, em que o palestrante mostra as suas preocupações quanto a atual sociedade e nos proporciona alguns minutos de reflexão sobre o nosso papel de cidadão.
Hoje eu lhes apresento o Jamies Oliver, que fala sobre o nosso atual modelo alimentar e como podemos mudar as nossas escolhas. Na verdade, quando vamos ao supermercado, nós que escolhemos os produtos que compramos e não o contrário. Quando vamos ao restaurante, nós que escolhemos o prato e não o contrário. Como tudo e como sempre, somos responsáveis pelas nossas escolhas e pagamos o preço por isso: obesidade, anorexia e distúrbios alimentares ou uma vida longa sem problemas de saúde.
Espero que gostem do vídeo e que naveguem no site. Tem palestras espetaculares. E existe a opção de assistir com legendas e fazer downloads.

video


Divulguem! Vamos fazer a  nossa parte! Vamos fazer diferente... pensar fora da caixa!

Brisa.

Rascunho


Estou encarando este blog como sendo mais do que um caderno de receitas eletrônico. Na hora que escrevo, parece que estou conversando com as minhas amigas. Trocando informação, receitas e piadas. Então, eu gostaria de abrir esse espaço para recebê-los de coração aberto para dividirmos, compartilharmos.

 Muitas vezes utilizamos algumas ferramentas para nos expressar: pintura, decoração, dança... a minha maneira foi a gastronomia. Algumas vezes, quando estou com a mente e coração leves as comidinhas seguem a mesma emoção: cozinho coisas fáceis e rápidas. E quando o meu coração está cheio de dúvidas e questionamentos, utilizo os alimentos para relaxar. Procuro as receitas mais elaboradas em que preciso utilizar diversos ingredientes, processos de cozimento diversos para que eu consiga assim me conectar comigo mesma, sem deixar os pensamentos embalar as minhas atitudes e interferir no meu senso crítico.  São nesses momentos em que deixo a “racionalidade” de lado e faço um mergulho profundo na minha consciência.

São nesses momentos na cozinha: mexendo nos alimentos, observando como eles se transformam, percebendo o aroma de cada item... que consigo perceber que é mais do que simplesmente cozinhar, é amar! Desde a escolha da receita, até a separação dos alimentos, passando pelos pensamentos que tenho durante o processo e a parte mais deliciosa de todas: servir a comida. Saber que a pessoa que está aceitando aquele prato receberá todo o meu amor, toda a minha energia... e um alimento. Que nutrirá o seu corpo e a sua alma.

Vocês têm esse momento em de se conectar com vocês mesmo? Sem máscaras, sem medo... apenas afirmar e ter coragem de assumir os seus sentimentos e emoções?

Obrigada por compartilhar comigo esta breve desabafo...

Ótimo dia, ótimo ano, ótima vida a todos!

Brisa.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Mousse de gelatina

Tem uma receitinha que carrego desde menina: mousse de gelatina. Eu tinha a impressão que estava comendo um pedaço de nuvem, tamanha a leveza deste doce! Lembro que a minha mãe fazia quando não tínhamos nenhum tipo de sobremesa e batia aquela vontade de comer um docinho... Doces lembranças, assim como esta sobremesa.  Espero que gostem!!

Mousse de gelatina
Ingredientes:
- 1 pacotinho de gelatina e
- 1/2 caixinha de creme de leite.

Como eu faço?
Prepare a gelatina conforme as suas instruções e coloque na geladeira por uns 20 minutos. Bata esta gelatina no liquidificador com o creme de leite por uns 2 minutos, distribua em tacinhas e coloque para gelar. Esta sobremesa ficar super leve, pois o ar entra no meio do creme batido dando uma leveza super gostosa. Rende em torno de 6 tacinhas.








Depois me contem se gostaram.

Brisa.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Purê de batata e Carne moída

Uma das primeiras coisas que fiz, assim que cheguei da lua de mel, foi: carne moída! Com a receita de carne moída fui muito segura para o fogão. Fiz tudo certinho exceto a parte do: 'sal a gosto'. Eu não tinha ideia do que queria dizer sal a gosto: 1 colher de chá, 1 colher de sopa, 1 pitada... Enfim, aprendi na marra que quando alguém fala 'sal a gosto' normalmente deixa ao paladar do cozinheiro esta responsabilidade tão particular... Uma dica: deixem o sal sempre por último! Se a comida, depois de pronta, ficar sem sal - é fácil resolver, mas o contrário é bem constrangedor! Cuidado, ok?

Postarei hoje purê de batatas com carne moída, que tal?

Purê de Batata (2 pessoas)
Ingredientes:
- 8 batatas pequenas ou 4 grandes (coloco sempre uma média de 4 batatas pequenas ou 2 grandes por pessoa);
- 100 ml de leite morno (metade do copo normal);
- 2 colheres de manteiga;
- Sal a gosto.

Agora é moleza! Eu cozinho as batata no microondas. Em 8 minutos normalmente estão prontas. Tire a casca da batata e as corte em pedaços. Coloque os pedaços e um pouquinho de água em uma vasilha  com tampa e coloque no microondas por 8 minutos.


Cuidado para não se queimar com o vapor que sairá assim que você tirar a tampa. Veja se a batata está bem macia, apertando as costas do garfo em um dos pedacinho... se ele amassar facilmente está no ponto. Caso contrário, coloque no forno por mais 1 minuto e vai repetindo o teste até a batata estiver cozida.

Agora vamos preparar o purê: pegue as batatas cozidas, uma pitada de sal, a manteiga e parte do leite e amasse tudo junto: Pode usar espremedor de batatas, garfo, amassador... o que quiser. Perceba a consistência do purê... se for o caso, vai colocando mais leite aos poucos... Acerte o sal e está pronto! Uma variação que faço: ao invés da manteiga eu coloco a mesma medida de creme de ricota. Usar queijo ralado também é uma opção. Fica divino!!!



Carne Moída (2 pessoas):
Ingredientes:
- 200g a 300g de carne moída;
- 1/2 cebola;
- 5 tomates cerejas cortados ao meio;
- 2 dentes de alho (amassados ou fatiados);
- manjericão fresco ou seco;
- 1 colher de molho inglês 
- Sal a gosto.

Aqui em casa, eu congelo a carne. Compro mais ou menos 1 kg no mercado e separo em 4 ou 5 porções. Então, eu botei uma porção de carne congelada na panela bem quente com 1/2 copo de água. Ela irá descongelar, cozinhar e dourar. É importante ficar de olho no fogo para que a carne não pule esses estágios e queime! Então corte os temperos... coloque todos juntos da carne já dourada. Jogue o molho inglês e acerte o sal. Lembrem-se: coloque o sal apenas no final. Daí, é só ir mexendo até o tomate cozinhar... 

Doure a carne
Junte os temperos



Prove o sal e sirva! Bom apetite! Depois me contem se tudo deu certo!



Brisa.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Arroz fresquinho

Cozinhar para mim foi um grande desafio! Quando me casei, há pouco mais de um ano, sabia cozinhar apenas na teoria... Lia livros, via receitas, via minha mãe cozinhar... pensava mesmo que eu entendia do negócio! Até eu botar a mão na massa e queimar tudo! Além de salgar ou passar do ponto... o que era para ficar consistente, ficava mole. O que era para ficar macio, ficava duro... então percebi que no livro, tudo dá certo. E na vida real? Como seria?

Ao invés de desistir, ou mesmo achar que cozinhar não era para mim, aceitei o desafio e mergulhei neste mundo fascinante... Bolei uma estratégia: começar pelos pratos mais simples. Não queria me auto sabotar escolhendo um prato elaborado que com certeza me traria mais frustrações do que alegrias. Então, comecei com o arroz. Parece fácil né? Eu tive muita dificuldade em acertar o ponto... vezes eu salgava de mais, vezes ficava papado, vezes ficava duro. Então, recorri a praticidade: arroz em saquinho. Por que não?

Li as instruções mágicas da embalagem que dizia: Coloque o saquinho em água fervente e salgada e após 20 minutos você terá um arroz soltinho e delicioso. E meninas, não é que é verdade!? Virei fã do arroz em saquinho e gostaria de dividir com vocês a praticidade de fazer um arroz sem se preocupar com tempero, o sal e o tempo de cozimento.
 
Eu utilizo a marca Uncle Ben's que possui duas versões: arroz integral ou o original. Ao todo, são 8 saquinhos que servem duas pessoas. Aqui em casa nós conseguimos utilizar em duas refeições! Rende muito!!  


O primeiro passo é colocar uma panela média com água salgada para ferver. Quando a água estiver formando as borbulhas, você coloca o arroz e vai afundando o saquinho para que a água entre em contato com o arroz. E deixe lá por uns 20 minutos após começar a ferver. Atente para o tamanho da panela que você irá utilizar, pois em uma panela pequena a aguá transbordará e sujará o seu fogão. E ninguém merece limpar fogão!! Uma coisa importante: use a panela sem tampa! Se não, a aguá irá transbordar..

Passados 20 minutos, o arroz está pronto; pode desligar o fogo. Se você quiser deixar por mais 5 minutos (por via das dúvidas) não há problemas. Não tem risco do arroz empapar ou mesmo ficar ruim. A versão do arroz integral é feita da mesma forma.


Estando pronto, eu escorro a água na pia e deixo o saquinho esfriar um pouco na própria panela ou em um prato. Depois abro, cortando com uma tesoura a parte de cima, e coloco na travessa para servir!!! Cuidado com o vapor para não se queimar...
 
Que tal? E vocês, como foi a experiência de fazer arroz pela primeira vez? Deu certo? 

Qualquer dúvida, é só postar nos comentários que eu respondo, ok?

Brisa.